Criação de animais

Além de dar mais vida ao nosso quintal, os animais nos ajudam a completar o ciclo biológico de transformação de resíduos em nutrientes: aquilo que não pode ir para a compostagem, como restos de comida pronta, é destinado à sua alimentação. O que, no fim do ciclo, resulta em leite, ovos e adubo, na forma de esterco.

Desde janeiro de 2010, pesquisamos metodologias para a criação de coelhos, galinhas e cabras no meio urbano – animais de pequeno porte e fácil adaptação –, com modelos que garantem bem-estar e os permitem viver com qualidade. Um de nossos maiores investimentos é na busca de tecnologias para o controle de vetores e do cheiro dos viveiros. Alguns resíduos comuns nas cidades, como borra de café e serragem de madeira, têm se mostrado eficientes nesse manejo.

Coelhos (cunicultura)

Dóceis e interativos, os coelhos são fáceis de criar e oferecem esterco de ótima qualidade para as plantações. Geralmente, são criados em pequenas gaiolas individuais – mas por aqui desenvolvemos um sistema de gaiolas coletivas que dá mais liberdade e conforto a eles. O viveiro de 5 metros quadrados comporta até 25 coelhos com qualidade.

Galinhas 

Além de acabar com as sobras de refeições, nossas galinhas comem minhocas, tal e qual na natureza. Estas, por sua vez, vêm das composteiras de resíduos orgânicos. O galinheiro de 18 metros quadrados já chegou a abrigar 30 aves, e a produção de ovos é diária, mesmo nos períodos de baixa postura. Há também um cuidado em diversificar as raças criadas, para impedir que algumas se extinguam por conta do agronegócio.

Com o apoio do amigo Sebastião Nunes – um criador por dedicação –, pudemos obter uma variedade de raças e ovos para chocar. As galinhas ainda nos ajudam num outro experimento, usado para aparar os gramados e limpar os canteiros após a colheita: o trator de galinhas, que também inspirou um modelo de cortador de grama vivo com porquinhos-da-Índia.

Caprinos (Projeto Bruschi) 

Depois de um ano criando galinhas e coelhos, em janeiro de 2011 começamos nossa experiência com cabras. O projeto tem a parceria da Embrapa Caprinos – o nome é uma homenagem ao pesquisador José Henrique Bruschi, nosso contato inicial por lá, que faleceu dias após as primeiras trocas de ideias.

Embora não muito frequente na maior parte das cidades, a presença das cabras no meio urbano é bastante comum em países da Ásia e da África, assim como no Nordeste do Brasil. Nosso objetivo é reintroduzir esse animal em outras áreas urbanas, para garantir a soberania de leite para as famílias envolvidas na criação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s